Tantas Faces

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

MEU SERIADO PREFERIDO - CSI


















Meu sonho de vida é ser morta
(No meu seriado preferido)
Abre a investigação criminal e me corta
O médico legista -o bandido-

Aponta pelo que falei depois de morta.
Ele me rasga e á essa hora eu sou uma carta.
Se eu falasse antes, ninguém teria crido! -Nem teria morrido!
Que espanto! -O marido!

Ai um dia eu vou pra Hollywood
E hão de examinar a minha anatomia
É minha ficção... minha fantasia!

Deitar naquela mesa, bem parada
Eu vou dizer o máximo que pude,
Antes de ir lá, não digo nada!

Direitos autorais de Maithê de Oliveira

ALL STAR















Eu não me encaixo em tua exclamação
Venho ao certo depois de teu interrogar
Inutilmente vens á vida afirmar
Incessante percorro a especulação

Teus conceitos vem me remeter assombração
Procuro em teu desejo me emaranhar
Tu reparas com dissabor em meu all star
Tento incitar teu olhar... Renegada aceitação!

Eu te gosto de mansinho, tu detestas minha irreverência
Meu mundo em transição... o teu em permanência
Mas algo em nós há de ter em comum!

Por este tanto meu gostar incomum
Quem sabe nós dois somos um...
Disfarçados em repartida existência.

Direitos autorais de Maithê de Oliveira

Rio e Mar



Ás vezes é ser nuvem e sumir
Esvaziar de tua terra minhas pegadas
Se tu não vês minhas ondas
O meu imenso azul se abrir

Na concha, escutei teu sereno
Tuas chuvas deliciaram meus cabelos
O sol de tuas palmas movimentou meu oceano...

Não pisa teus pés minha areia, com zelo.
Com zelo é sempre engano.

Paixão é misturar-se ás águas
Do mar bravio sem qualquer plano.

É quem pisa os corais e se engendra
no mel. Ou se melindra
a outra criatura
no próprio mel, por alma pura...
Então assim, desconstruído e dorido
bravio e ferido...

É que de tanto mel separa
o mel. E resguarda,
por indulgência a água salgada.

Ou por soluço ou mágoa com medo mesclada
ou por amor e mais nada.

Direitos autorais de Maithê de Oliveira